Transformação | Boletim do Patrocinador | Certeza da Vitória

Transformação

Oração do Patrocinador – 13
1 de julho de 2020
Pais
1 de agosto de 2020
Exibir tudo

CONQUISTADO PELO AMOR

Após turbulências e traumas, Walter Gustavo encontrou a paz

Um tiro acidental, durante o serviço militar, quase tirou a vida de Walter Gustavo Silva em 1983. Ele tinha apenas 19 anos quando isso aconteceu, e sentir-se incapacitado foi devastador. “Tive de ser afastado das minhas atividades. Pensei que nunca mais seria a mesma pessoa”, revela. Apesar do primeiro contato com o Evangelho na juventude e dos planos para o futuro, o argentino preferiu seguir outros caminhos. “Comecei a me drogar e andar em más companhias. Além disso, deixei a faculdade. Como achava que poderia morrer no dia seguinte, a única coisa que queria era me divertir”.

O argentino antes de se entregar a Cristo: “alegria” escondia um abismo na alma Foto: Arquivo pessoal

Então, iniciou-se um período de altos e baixos na jornada de Walter. Ele não conseguia parar de beber. Já chegando à meia-idade, no fim de 2011, outro fato o desestabilizou: a morte da mãe. “Tive depressão e uma recaída muito forte. Fora os entorpecentes e o álcool, houve duas tentativas de suicídio”. Embora não acreditasse em uma saída, ele resolveu fazer terapia. “Pedi que não me internassem, mas quase fui obrigado a isso”, recorda-se. O diagnóstico era de depressão reativa e estresse crônico. “Era como viver em um redemoinho”, desabafa.

Programa abençoado

Nessa época, Walter se lembrou do Deus que conhecera um dia. “Eu estava buscando alguma coisa, mas sabia que não conseguiria sozinho”. Nas madrugadas insones, ele assistia às pregações da Igreja da Graça. “Escutava o Missionário e o Pr. Anselmo”, diz, referindo-se a Anselmo Batistella, dirigente do trabalho da IIGD na Argentina. Assim, ficou sabendo que havia um templo da Igreja no Centro de Buenos Aires, cidade onde vive. “O que mais chamou a minha atenção foi o amor com que fui tratado”, comenta. 

 Com a vida reconstruída, Walter ensina: “Liberdade só no Senhor!” Foto: Arquivo pessoal

 A Verdade nos liberta (Jo 8.32), e assim aconteceu com Walter. “Eu queria sair daquela situação pela Palavra”, explica. “Aprendi a tomar posse da bênção”. Hoje, Walter Gustavo tem 55 anos, é saudável e sente-se pleno profissional, psicológica e espiritualmente. “Agradeço aos patrocinadores do programa de TV, que é uma forma fantástica de chegar aos necessitados”. Com sua experiência, ele aconselha os mais jovens. “Digo a eles que se aproximem de Deus e encontrem a mesma liberdade que o Senhor me deu”, ensina. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *