Especial | Boletim do Patrocinador | Certeza da Vitória

Especial

Oração do Patrocinador – 13
1 de julho de 2020
Pais
1 de agosto de 2020
Exibir tudo

UMA SÓ FÉ

IIGD chega aos 40 anos alargando suas tendas

Em termos religiosos, o Brasil de 1980 era bem diferente. Antes de ser a potência evangélica de hoje, o percentual de adeptos desse grupo não chegava a 7% dos brasileiros. A hegemonia católica era tanta que, praticamente, nove em cada dez pessoas seguiam a fé romana. Não havia perseguição de natureza confessional, mas os crentes eram, muitas vezes, ridicularizados por sua maneira de viver. Nesse contexto, um ministério começou suas atividades, pregando um Evangelho simples, firmado nas promessas bíblicas de paz, saúde e prosperidade. Em pouco tempo, a Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD) se espalhou pelo Brasil e no exterior, conquistou multidões para Cristo e chegou a milhões de lares ao redor do mundo. Tamanho crescimento e a conquista dessa expressiva relevância espiritual em apenas quatro décadas não podem ser explicados somente com base nos esforços e na perseverança dos dirigentes, membros e patrocinadores desse ministério. A Igreja da Graça é uma empreitada divina. Como diz a letra de uma antiga canção, ninguém detém, é obra santa

R. R. Soares no início do trabalho da IIGD: bênçãos têm acompanhado os que creem Foto: Arquivo

Em 2020, a IIGD comemora seus 40 anos de atividades ininterruptas. A festa acontece em meio à mais grave crise sanitária do nosso tempo. Contudo, isso não freou o seu ímpeto evangelístico. Pelo contrário, a Igreja se reinventou, abriu novos canais de comunicação, adaptou seus conteúdos para a era digital e criou programas especiais, como o SOS da Fé, atendendo ao aumento de demandas espirituais decorrentes da pandemia do novo coronavírus. Essa atração soma-se a outras levadas ao ar há muitos anos, como o Show da Fé e o Fala, Amigo!, que têm sido canais de bênçãos para inúmeras vidas. Aliás, foi pelos seus programas, transmitidos desde o início dos anos 1980, que o Missionário R. R. Soares, fundador e líder da IIGD, ficou conhecido. A vocação do Missionário para o televangelismo surgiu na infância, quando viu, pela primeira vez, um aparelho de TV. Ele logo pensou na possibilidade de usar aquela tecnologia, ainda rudimentar no país, para levar a Palavra aos lares brasileiros. Assim, nasceu o Igreja da Graça no seu Lar, que ia ao ar de madrugada, ou pela manhã, nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo. 

Estádio do Maracanã lotado: não era futebol, e sim o poder de Deus Foto: Arquivo

Da produção à edição, tudo era improvisado, pois a atração televisiva contava com poucos recursos. No entanto, R. R. Soares e seu ainda reduzido grupo de pastores logo se tornariam instrumentos do Senhor para semear o verdadeiro Evangelho. Os locais de reuniões eram divulgados através da Agenda do Pastor, um apêndice à programação do Missionário na TV. Ao mesmo tempo, novos templos eram inaugurados no Brasil. Com vários cultos ao longo do dia, a IIGD era referência onde chegava. Afinal, durante o dia inteiro, qualquer pessoa poderia buscar uma palavra, ou uma oração, nesse local. Com o início das cruzadas de fé e milagres, a Igreja deu um salto adiante, reunindo multidões por onde o Missionário passava. A primeira grande concentração foi realizada no Maracanãzinho (RJ), em 1982, reunindo cerca de 15 mil pessoas. Tudo para a glória do Senhor. 

Dentro ou fora dos templos, o povo sempre buscou ouvir a pregação do Evangelho Foto: Arquivo

“Seara do Mestre”

A celebração dos 40 anos da Igreja Internacional da Graça de Deus, realizada na Enseada de Botafogo (RJ), em fevereiro deste ano, mostrou que a Palavra plantada pelo Missionário R. R. Soares frutificou 30, 60 e 100 vezes mais, como nos ensina a parábola do semeador em Mateus, capítulo 13, versículo 23. Com a presença de convidados ilustres, inclusive do presidente da República, Jair Bolsonaro, pessoas de diversas regiões do país participaram da reunião. Foi uma amostra da abrangência e diversidade do povo que congrega na IIGD. São cerca de três mil templos no país e 25 no exterior, em nações como Argentina, Uruguai, Peru, Bolívia, México, Estados Unidos, Portugal, Espanha, África do Sul e até na Turquia, na cidade bíblica de Izmir, a antiga Esmirna, mencionada no Apocalipse. Há ainda trabalhos permanentes na Alemanha e Inglaterra, e novas frentes estão sendo abertas em Moçambique e no Zimbábue. 

Na Avenida São João, Centro de São Paulo: a Igreja está presente nos quatro cantos do país Foto: Arquivo Graça / Solmar Garcia

Parte essencial desse trabalho é realizada por meio da TV, do rádio, das redes sociais e plataformas digitais. Hoje, a IIGD alcança regiões de intensa perseguição religiosa ao cristianismo, como o Oriente Médio, o Norte da África e o Sul da Ásia. É a maneira mais eficiente e segura de ultrapassar fronteiras hostis ao Evangelho. Apresentados por R. R. Soares, o Fala, Amigo! e o Show da Fé têm chegado ao Iraque, Paquistão e à Índia, onde a influência islâmica sobre a política e a sociedade impõe severas restrições à Igreja de Jesus. “A internet vence essas barreiras e alcança as pessoas”, destaca a coordenadora de Mídias Digitais da IIGD, Maria Luiza Rocha. Segundo ela, a programação passa em 191 países dos cinco continentes, o que torna a IIGD global.

Pr. Rogério Postigo: “O Senhor libertou minha família aqui” Foto: Arquivo Graça / Solmar Garcia

Para que cada pessoa receba a mensagem de salvação em sua própria língua, uma grande equipe trabalha arduamente para traduzir os conteúdos produzidos pela igreja para 26 idiomas, desde os mais conhecidos e disseminados no mundo contemporâneo, como espanhol e inglês, àqueles que utilizam outros alfabetos, como árabe, hindi e urdu. Um cumprimento ao Ide de Jesus. “Nossa oração é para que possamos fazer mais do que já realizamos”, comenta o Pr. Rogério Postigo, um dos mais antigos líderes da Igreja da Graça. “A unção que o Senhor colocou sobre o Missionário está sobre cada um de nós”.

O Missionário diante das câmeras: no ar desde os anos 1980, IIGD está presente em 191 países Foto: Arquivo Graça / Solmar Garcia

Rogério é mais uma das incontáveis pessoas que tiveram sua vida mudada pelo trabalho da IIGD. “Cheguei aqui há 33 anos com minha família. Vivíamos na feitiçaria, mas Jesus nos salvou. Minha mãe se converteu assistindo aos programas do Missionário na TV e resolveu lutar pela libertação da casa dela”, testemunha. Há 30 anos, ele foi consagrado pastor da Igreja e é um dos principais colaboradores de R. R. Soares, coordenando as atividades da IIGD no Estado do Rio. “É um privilégio colocar alguns tijolinhos na edificação desse grande ministério”. Ele ressalta que inúmeras pessoas, em outros locais, encontraram-se com Cristo participando dos cultos e assistindo às transmissões da Igreja da Graça. “Louvamos a Deus pelos 40 anos em que temos trabalhado em prol da salvação de almas, cura dos doentes e transformação das famílias. Porém, olhamos para frente, pois ainda há muito a fazer na seara do Mestre!”. 


2 Comments

  1. JOSÉ ROGÉRIO DE SOUZA disse:

    BÊNÇÃO para nossas VIDAS…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *